Covid-19: Com 7 casos confirmados, Comitê discute biossegurança da indústria e reflexos da flexibilização do comércio A reunião foi realizada no Paço Municipal/Foto: Camila Helem
Saúde

Covid-19: Com 7 casos confirmados, Comitê discute biossegurança da indústria e reflexos da flexibilização do comércio

Camila Helem
11/06/2020
912

Aparecida do Taboado (MS) – O Comitê de Enfrentamento ao Covid-19 se reuniu na manhã desta quarta-feira, 10, na Prefeitura, para discutir a biossegurança da indústria e os reflexos da flexibilização no comércio local durante o período de pandemia de coronavírus. Conforme o último boletim, atualizado na manhã de ontem, Aparecida do Taboado registra 7 casos positivos da doença e a preocupação da Secretaria de Saúde é que, com o avanço no número de casos, seja mais difícil conter a disseminação do vírus.

Entretanto, o Comitê decidiu, por maioria de votos, autorizar o funcionamento da praça de alimentação da Feira Livre “Augusto Carvalho” para consumo no local, mas com uma série de readequações, ao estilo do ‘novo normal’. Porém, segundo o diretor de Administração, Jary Augusto Silva, a Procuradoria Jurídica do Município terá que ser consultada, pois o espaço é considerado público e não privado, “e a abertura ou flexibilização da praça de alimentação poderia ser considerada como algum tipo de afronta ao Decreto que determina a não aglomeração e eventos em espaços públicos, vamos esperar o posicionamento do jurídico”, afirmou ele.

Já com relação ao comércio, o Comitê decidiu não alterar as medidas sanitárias, de segurança e de funcionamento que já estão em vigor há mais de dois meses, mas foi unânime na decisão de intensificar a fiscalização e aplicar punição às empresas que descumprirem os decretos preventivos. Ficou decidido que a partir da dupla notificação, a empresa terá o alvará sanitário suspenso e o estabelecimento poderá ser fechado por até 30 dias, “depois da segunda notificação, a Prefeitura vai suspender o alvará por 7 dias; havendo reincidência, suspende por 14 dias e se voltar a incorrer a suspensão passa a ser por 30 dias”, explicou Adilson Valentim, coordenador de Vigilância Sanitária.

O principal fator a ser levado em consideração nos pontos mais sensíveis, que são bares, lanchonetes e conveniências, é a aglomeração de pessoas, proibida por decreto municipal. Ultrapassar o horário de atendimento permitido, não respeitar limite de 40% da capacidade e distância de 2m entre as mesas; colocação de mesas nas calçadas, ausência de álcool em gel, uso indevido ou não uso de máscaras também serão levados em consideração.

Com relação à indústria, o Comitê decidiu que as empresas terão que fornecer, em até 48h, o Plano de Biossegurança à Secretaria Municipal de Saúde para eventual fiscalização e acompanhamento das medidas adotadas para contenção do vírus dentro da planta industrial de cada uma. Também ficou estabelecido que será criado um canal de comunicação direto entre o setor de Recursos Humanos da indústria e a Secretaria de Saúde. Vale destacar que os 7 casos positivados no município tem relação com uma indústria local - 5 são colaboradores e 2, filhos dos infectados.

Segundo Faber Lalluci, presidente da Associação Industrial de Aparecida do Taboado (AIAT) e membro do comitê, a indústria local já está executando o plano de biossegurança desde o início da pandemia e que não será problema encaminhá-lo à Secretaria. Ele disse que como o município é industrializado é normal que o foco esteja na indústria, mas enfatizou que se forem testados trabalhadores de outros setores, como o comércio, por exemplo, novos casos serão identificados porque o vírus já circula no município. Entretanto, ele considerou positivas as decisões que foram tomadas “elas atendem a sociedade como um todo”, frisou.

Participaram da reunião a secretária municipal de Saúde, Tatiane Bernardes; o presidente da Câmara de Vereadores, José Rodrigues de Matos (Zezão); o delegado de Polícia Civil, Fabiano Alves; o presidente da AIAT (Associação Industrial de Aparecida do Taboado) Faber Lalluci; o secretário de Administração, Jary Augusto Silva; o representante da Associação Comercial e Industrial, José Ivo Bernardes; e o coordenador da Vigilância Sanitária, Adilson Valentim.

Notícias Relacionadas

Portal Costa Leste News

Portal de notícias de Aparecida do Taboado, Selvíria, Paranaíba e Inocência. Saiba tudo sobre o cenário político, econômico, turístico, cultural e policial da região Costa Leste de Mato Grosso do Sul.

Registration Login
Registration Login
A password will be send on your post
Registration Login
Registration
Sobre o site

Política de Privacidade

A Política de Privacidade foi criada para reafirmar o compromisso do Costa Leste News com a segurança e a privacidade dos seus usuários de seus serviços “on-line”.

O “site” do Costa Leste News foi criado e desenvolvido de forma a assegurar que a privacidade “on-line” de seus usuários seja respeitada e os dados e informações pessoais devidamente protegidos, não sendo revelados a terceiros. Em nenhuma circunstância vendemos, alugamos ou trocamos informações pessoais.

O Costa Leste News adverte que nenhum armazenamento ou transmissão de dados na Internet é totalmente seguro, porém exerce todos os esforços para resguardar as informações coletadas dos usuários.

O Costa Leste News se compromete em manter a integridade das informações que nos forem fornecidas.

O Costa Leste News se reserva o direito de alterar sua política de privacidade, no todo ou em parte, mediante comunicação aos seus usuários, através desta página.

Termos de Uso

O material disponibilizado neste site é de caráter exclusivamente informativo e a utilização deste conteúdo é de inteira responsabilidade do usuário.

O Costa Leste News poderá modificar a forma e o conteúdo, bem como suspender ou cancelar, a seu exclusivo critério, a qualquer tempo, quaisquer dos serviços, utilidades, produtos ou aplicações disponibilizadas no site.

As informações disponíveis no site poderão ser atualizadas ou modificadas periodicamente e não devem ser interpretadas como definitivas.

O Costa Leste News empregará com afinco seus melhores esforços no sentido de conservar as informações e conteúdos contidos neste site de forma precisa, atualizada e completa quanto possível.

O Costa Leste News ou seus parceiros não poderão ser responsabilizados por qualquer perda ou dano, direto ou indireto, que decorram de:

O conteúdo, fotografias, marcas, títulos, sons, vídeos, dados, gráficos, tabelas, séries históricas e serviços oferecidos por meio do site são de propriedade do Costa Leste News ou de parceiros, não sendo autorizado sua reprodução, transmissão, exploração, armazenamento ou qualquer tipo de uso. O usuário assume toda e qualquer responsabilidade, de caráter civil e/ou criminal, pela utilização indevida de todo e qualquer material do site.

Em caso de utilização do conteúdo do site com a devida autorização, deverá constar como crédito: Costa Leste News. A inobservância do crédito acarretará na imediata revogação da autorização.

O site e seus serviços estão sujeitos a eventuais problemas de interrupção, falha técnica, ou indisponibilidade de funcionamento temporário.

O Costa Leste News estará isento de qualquer responsabilidade pelos danos e prejuízos de toda natureza que possam decorrer de falta de disponibilidade ou de continuidade do funcionamento do site e dos serviços.

Comentários:

O conteúdo dos comentários publicados no site é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do usuário e/ou visitante cadastrado. O Costa Leste News não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente das opiniões e comentários efetuados por terceiros.

Os comentários publicados, porém, serão pós-moderados e o Costa Leste News poderá, a qualquer tempo e a seu critério, excluir, parcial ou integralmente, qualquer texto que infrinja as normas legais ou as regras deste termo de uso, ou ainda em decorrência de denúncias, sem que isto gere qualquer responsabilidade ao Costa Leste News ou direito ao usuário e/ou visitante cadastrado.

Os comentários não devem conter mensagens publicitárias, material pornográfico, grosseiro, racista ou ofensivo; informações sobre atividades ilegais e incitação ao crime; material calunioso; afirmações injuriosas ou difamatórias.

É proibido publicar qualquer material protegido por direitos autorias, sem a devida autorização do autor ou seu representante.

Se por mais de uma vez forem descumpridas quaisquer das regras expostas ou for verificado o exercício ilegal, o usuário e/ou visitante terá sua permissão de comentários cancelada.

A qualquer tempo e de maneira unilateral, o Costa Leste News poderá cancelar o sistema de comentários sem necessidade de aviso prévio.

Forma de acesso aos comentários:

Para se habilitar a fazer comentários no site do Costa Leste News, o usuário terá de preencher um cadastro fornecendo informações verdadeiras e exatas. Tais dados serão protegidos pelo Costa Leste News.

O cadastro dará ao usuário o direito de usar o espaço destinado a comentário.

O Costa Leste News registra o IP pelo qual o usuário acessou o sistema de comentários, para a eventualidade de precisar identificar o autor de um comentário.