Itália isola cidades atingidas pelo coronavírus, e Irã anuncia que teve 12 mortos pela infecção
Saúde

Itália isola cidades atingidas pelo coronavírus, e Irã anuncia que teve 12 mortos pela infecção

G1
24/02/2020
124

Uma alta de novos casos de infecção pelo Covid-19, o coronavírus, em países como a Itália, a Coreia do Sul e o Irã nesta segunda-feira (24) aumentou o receio de que haja uma pandemia da doença.

O vírus infectou cerca de 77 mil pessoas e já matou mais de 2.500 na China, onde ele se originou no ano passado.

Na Itália, 5 mortes foram confirmadas, no Irã, 12, e na Coreia do Sul, 7 (veja mais abaixo).

A polícia faz pontos de controle em torno de 11 cidades do norte da Itália que estão em quarentena, em uma tentativa de controlar o vírus Covid-19.

Há 43 locais onde há restrições à entrada e saída, e quem infringir a proibição poderá enfrentar penas que chegam a três meses de prisão.

Até o domingo (23), a polícia só vigiava os acessos e informava os motoristas qual era a situação. Mas novos decretos foram impostos, e as entradas e saídas foram proibidas –e devem ficar assim por 14 dias.

Na Itália, 190 infectados
Ao menos 190 pessoas no norte da Itália foram diagnosticadas com o vírus, e cinco morreram, incluindo uma mulher de 84 anos que faleceu na madrugada desta segunda (24) em Bergamo.

As autoridades ainda não conseguiram identificar a origem do contágio. Nesta segunda (23), a epidemia já atinge mais de seis regiões.

A Áustria fechou temporariamente o tráfego nas fronteiras com a Itália.

Outros países vizinhos, como Eslovênia e Croácia, que são destinos populares para turistas italianos, convocaram reuniões de emergência. Não há nenhum caso registrado nesses países.

As autoridades da Itália cancelaram jogos de futebol e fecharam escolas. Apresentações teatrais e até mesmo o carnaval de Veneza foram cancelados. Ao mesmo tempo, o governo tenta explicar que a taxa de mortalidade do vírus é relativamente baixa, se comparada com as gripes sazonais.

Quatro das vítimas até agora eram idosos, e dois deles já tinham outras doenças sérias.

Virologista em rede nacional
A virologista Ilaria Capua, da Universidade da Flórida, afirmou na TV pública italiana que o alto número de infecções no país se dá porque o governo está ativamente procurando os casos.

Mais de 3.000 pessoas passaram por testes, a maioria delas tiveram contato direto com os infectados.

“Provavelmente quanto mais procuramos, mais encontramos”, disse Capua. A maioria dos casos não deve exibir nem mesmo uma visita de um médico, e os números na Itália são parecidos com os de outros países europeus, ela afirmou.

A Itália, no entanto, isolou uma dúzia de cidades no norte do país onde foram identificados mais de cem casos.

Na segunda-feira (24), os policiais que trabalhavam nos pontos de controle usavam máscaras.

O primeiro caso foi identificado em Codogno, perto de Milão. O medo do coronavírus chegou a Milão, o centro financeiro do país.

Alguns dos eventos de moda da cidade também foram cancelados –as marcas Giorgio Armani e Laura Biagiotti fizeram suas apresentações com portas fechadas e transmissão ao vivo.

O vice-ministro de Saúde do país, Pier Paolo Silveri, disse que a Itália faz um apelo à consciência cívica dos cidadãos para observar as medidas de contenção que foram impostas pelas próximas duas semanas no norte do país.

Quatro novos mortos no Irã
Doze pessoas morreram e há 61 infectados com o Covid-19, o coronavírus, no Irã, afirmou nesta segunda-feira (23), Iraj Harirchi, o vice-ministro de Saúde do país.

É um aumento de quatro mortes em relação ao último boletim, que havia sido divulgado no domingo (23).

A maior parte dos casos de coronavírus foi identificada na cidade de Qom, uma localidade sagrada para os xiitas, que fica 120 quilômetros ao sul de Teerã.

Um parlamentar dessa região, Ahmad Amirabadi Farahani, disse que mais de 50 morreram na cidade nas duas últimas semanas por causa da infecção causada pelo coronavírus. Ele afirma que o governo demorou para fazer o anúncio da epidemia e que a cidade não tem equipamento adequado para lidar com a crise de saúde, segundo a agência Ilna.

Harirchi, o vice-ministro de Saúde, contestou os números do parlamentar e afirmou que se o número de mortes for um quarto de 50, ele pediria demissão.

Vírus pelo Oriente Médio
O Kuwait e o Bahrein, na segunda, registraram seus primeiros casos de coronavírus –todos eles de pessoas que foram ao Irã.

Os Emirados Árabes anunciaram dois novos casos no sábado (22), um casal de turistas iranianos.

No Líbano, houve o primeiro caso na sexta-feira (21): uma mulher que voltou de Qom, no Irã.

Alta súbita na Coreia do Sul
Na Coreia do Sul também houve um aumento súbito de casos notificados nesta segunda-feira (24). De uma vez só, foram anunciadas 231 infecções, o que elevou o total no país para 833. O número de mortes subiu de cinco para sete.

Mais de 140 dos novos casos no país foram na cidade de Daegu, de 2,5 milhões de habitantes, ou na sua região metropolitana.

Cinco das sete mortes no país aconteceram em um hospital de um município perto de Daegu –há um surto de infecções na ala psiquiátrica.

As autoridades afirmaram que esperam poder conter a epidemia na região isolando Daegu. Alguns especialistas, no entanto, disseram que o vírus já circula pelo país, e apontam para casos em Seul, a capital.

“Em Daegu, o número de novos casos confirmados por testes é alto, e se nós fracassarmos em efetivamente interromper as transmissões nessa área, há uma grande possibilidade de contágio de dimensão nacional”, disse o vice-ministro de Saúde, Kim Gang-lip.

A expectativa é estabilizar a situação em Daegu em quatro semanas.

O vice-ministro disse que o plano é testar todos os habitantes que apresentarem sintomas semelhantes aos da gripe. São cerca de 28 mil pessoas, segundo ele.

Casos em igreja cristã
Os funcionários de saúde também testam cerca de 9.000 seguidores da Igreja de Jesus de Shincheonji. Uma mulher de mais de 60 anos foi a duas cerimônias em um templo antes de ser diagnosticada com o vírus.

Pelo menos 129 casos positivos são ligados à igreja. Há a possibilidade de uma ligação entre esses infectados e os de um hospital.

O governo federal fechou escolas, cancelou eventos e pediu às empresas para manter trabalhadores em suas casas, se possível, especialmente se eles apresentarem sintomas como tosse ou problemas respiratórios.

Há conselhos para evitar locais fechados e pedidos para que aqueles que estiveram em Daegu fiquem em casa.

Notícias Relacionadas

Portal Costa Leste News

Portal de notícias de Aparecida do Taboado, Selvíria, Paranaíba e Inocência. Saiba tudo sobre o cenário político, econômico, turístico, cultural e policial da região Costa Leste de Mato Grosso do Sul.

Registration Login
Registration Login
A password will be send on your post
Registration Login
Registration
Sobre o site

Política de Privacidade

A Política de Privacidade foi criada para reafirmar o compromisso do Costa Leste News com a segurança e a privacidade dos seus usuários de seus serviços “on-line”.

O “site” do Costa Leste News foi criado e desenvolvido de forma a assegurar que a privacidade “on-line” de seus usuários seja respeitada e os dados e informações pessoais devidamente protegidos, não sendo revelados a terceiros. Em nenhuma circunstância vendemos, alugamos ou trocamos informações pessoais.

O Costa Leste News adverte que nenhum armazenamento ou transmissão de dados na Internet é totalmente seguro, porém exerce todos os esforços para resguardar as informações coletadas dos usuários.

O Costa Leste News se compromete em manter a integridade das informações que nos forem fornecidas.

O Costa Leste News se reserva o direito de alterar sua política de privacidade, no todo ou em parte, mediante comunicação aos seus usuários, através desta página.

Termos de Uso

O material disponibilizado neste site é de caráter exclusivamente informativo e a utilização deste conteúdo é de inteira responsabilidade do usuário.

O Costa Leste News poderá modificar a forma e o conteúdo, bem como suspender ou cancelar, a seu exclusivo critério, a qualquer tempo, quaisquer dos serviços, utilidades, produtos ou aplicações disponibilizadas no site.

As informações disponíveis no site poderão ser atualizadas ou modificadas periodicamente e não devem ser interpretadas como definitivas.

O Costa Leste News empregará com afinco seus melhores esforços no sentido de conservar as informações e conteúdos contidos neste site de forma precisa, atualizada e completa quanto possível.

O Costa Leste News ou seus parceiros não poderão ser responsabilizados por qualquer perda ou dano, direto ou indireto, que decorram de:

O conteúdo, fotografias, marcas, títulos, sons, vídeos, dados, gráficos, tabelas, séries históricas e serviços oferecidos por meio do site são de propriedade do Costa Leste News ou de parceiros, não sendo autorizado sua reprodução, transmissão, exploração, armazenamento ou qualquer tipo de uso. O usuário assume toda e qualquer responsabilidade, de caráter civil e/ou criminal, pela utilização indevida de todo e qualquer material do site.

Em caso de utilização do conteúdo do site com a devida autorização, deverá constar como crédito: Costa Leste News. A inobservância do crédito acarretará na imediata revogação da autorização.

O site e seus serviços estão sujeitos a eventuais problemas de interrupção, falha técnica, ou indisponibilidade de funcionamento temporário.

O Costa Leste News estará isento de qualquer responsabilidade pelos danos e prejuízos de toda natureza que possam decorrer de falta de disponibilidade ou de continuidade do funcionamento do site e dos serviços.

Comentários:

O conteúdo dos comentários publicados no site é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do usuário e/ou visitante cadastrado. O Costa Leste News não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente das opiniões e comentários efetuados por terceiros.

Os comentários publicados, porém, serão pós-moderados e o Costa Leste News poderá, a qualquer tempo e a seu critério, excluir, parcial ou integralmente, qualquer texto que infrinja as normas legais ou as regras deste termo de uso, ou ainda em decorrência de denúncias, sem que isto gere qualquer responsabilidade ao Costa Leste News ou direito ao usuário e/ou visitante cadastrado.

Os comentários não devem conter mensagens publicitárias, material pornográfico, grosseiro, racista ou ofensivo; informações sobre atividades ilegais e incitação ao crime; material calunioso; afirmações injuriosas ou difamatórias.

É proibido publicar qualquer material protegido por direitos autorias, sem a devida autorização do autor ou seu representante.

Se por mais de uma vez forem descumpridas quaisquer das regras expostas ou for verificado o exercício ilegal, o usuário e/ou visitante terá sua permissão de comentários cancelada.

A qualquer tempo e de maneira unilateral, o Costa Leste News poderá cancelar o sistema de comentários sem necessidade de aviso prévio.

Forma de acesso aos comentários:

Para se habilitar a fazer comentários no site do Costa Leste News, o usuário terá de preencher um cadastro fornecendo informações verdadeiras e exatas. Tais dados serão protegidos pelo Costa Leste News.

O cadastro dará ao usuário o direito de usar o espaço destinado a comentário.

O Costa Leste News registra o IP pelo qual o usuário acessou o sistema de comentários, para a eventualidade de precisar identificar o autor de um comentário.