Pioneirismo da Fazenda Pantanal abre caminho para o cultivo da soja no município de Inocência
Agronegócio

Pioneirismo da Fazenda Pantanal abre caminho para o cultivo da soja no município de Inocência

Da redação
14/04/2022
559

O desafio de buscar novas alternativas para diversificar a produção rural, levou os sócios proprietários da Fazenda Pantanal a apostar no cultivo da soja em uma área de 500 hectares.

No dia 5 de abril o Presidente do Sindicato Rural, Ivan Leal de Paula, visitou a propriedade para conhecer o projeto que vem chamando a atenção na região e já é uma referência para os produtores rurais que desejam diversificar a produção em suas propriedades.

O presidente da entidade sindical foi recebido pelo sócio proprietário Alaor Antônio dos Santos, acompanhado de seus filhos, o engenheiro agrônomo, Alencar Figueiredo dos Santos, responsável técnico pela lavoura de soja e médico veterinário Alaor Jr., responsável técnico da parte pecuária.

Pioneirismo da Fazenda Pantanal abre caminho para o cultivo da soja no município de Inocência

A Fazenda Pantanal possui área superior a 11 mil hectares e tem como principal atividade a recria de bovinos (de bezerro até boi magro), atividade que vem sendo desenvolvida há mais de trinta anos. Depois de estudos técnicos, foram destinados no ano de 2020, 500 hectares para o plantio de grãos, sendo 200 hectares em soja e 300 hectares em sorgo granífero (safra 2020/2021) e neste ano, todos os 500 hectares, foram destinados ao plantio exclusivo de soja (segunda safra, 2021/2022).

O cultivo ocorre no sequeiro (sem irrigação) e o plantio da atual safra teve início nos primeiros dias de novembro de 2021. Outro dado importante é o trabalho de pesquisa, com mais de 20 cultivares que estão sendo testadas para avaliar qual melhor se adapta as condições do solo e clima da propriedade, contando com apoio especializado da Consultoria Difusão Agrícola, através do eng. agrônomo André Petenuci, participando com experiência, visitas semanais e conhecimentos técnicos obtidos com a acompanhamento de inúmeros projetos, inclusive em municípios tradicionais na produção de grãos a exemplo de Chapadão do Sul.

Pioneirismo da Fazenda Pantanal abre caminho para o cultivo da soja no município de Inocência

O responsável técnico pela lavoura, Alencar Figueiredo, falou ao Costa Leste News e destacou que a atividade agrícola foi a forma encontrada para agregar valor econômico ao imóvel rural, com a recuperação de pastagem degradadas e ao mesmo tempo incremento de uma atividade agrícola, buscando num futuro próximo, atingir o sistema integração lavoura-pecuária.

Um dato importante é que há mais de 15 anos é feito o acompanhamento da regularidade das chuvas no retiro escolhido para a instalação da lavoura, e a regularidade das chuvas mostrou a viabilidade da atividade agrícola, com uma média de 1.550 milímetros anual. Nesta safra o clima está ainda mais favorável em regularidade e quantidade de chuvas.

No período da safra 2021/2022, de novembro/21 a março/22, já choveu mais de 1.200 milímetros, acima do recomendado para a atividade que requer em torno de 800 milímetros.

Além do plantio da soja há uma preocupação especial com a preparação do solo para a próxima safra, com o plantio de capim (Brachiaria ruziziensis), consorciada com milheto e crotalaria, que tem a função de proporcionar para as próximas safras a cobertura do solo, fazer isolante térmico e controle de pragas invasoras, trazendo um microclima favorável ao desenvolvimento da cultura.

A produtividade no primeiro ano foi de 30 sacas de soja por hectare e nesta segunda safra esperam colher 40 sacas por hectare, considerada satisfatória levando em conta que a lavoura foi implantada numa área de pastagem degradada e de muitos anos de extração de nutrientes do solo.

O objetivo é atingir nos próximos anos a produtividade das regiões produtoras, que conseguem uma média de 60 sacas por hectare.

Pioneirismo da Fazenda Pantanal abre caminho para o cultivo da soja no município de Inocência Pioneirismo da Fazenda Pantanal abre caminho para o cultivo da soja no município de Inocência

Desafios

Os principais desafios citados pela equipe estão em assimilar e aproveitar as condições do clima, ajustar o período de plantio, e definir a variedade que melhor se adapta às condições de clima e solo da propriedade.

Ajustar também, maquinas e equipamentos modernos que atendam a demanda de uma agricultura de ponta; construir um perfil de solo, ou seja, criar o equilíbrio adequado dos atributos químicos, físicos e biológicos do solo servindo para que as plantas utilizem eficientemente os recursos disponíveis (água, luz e nutrientes). Dessa forma, a cultura tem total condição de expressar seu máximo potencial produtivo, dificuldades estas que estão sendo superadas a cada dia na busca do desenvolvimento da atividade com profissionalismo.

A importância da parceria

O sucesso da atividade na Fazenda Pantanal está sendo possível pela participação da família Dourado, Ivan, D. Rosa e com a participação do filho Gustavo que são parceiros do projeto, eles participam cedendo uma plantadeira e uma colheitadeira, e são responsáveis pela execução de todas as etapas, desde o plantio até a colheita. O conhecimento e experiência na atividade tem sido fundamental para o êxito da nova atividade.

A função social da propriedade rural

Para o sócio proprietário, Alaor Antônio dos Santos, a propriedade rural deve cumprir a sua função social, criar posto de trabalho e gerar renda para o município onde está localizada. “Nós tínhamos que forçosamente entrar na atividade agrícola, ou em outro seguimento, porque a pecuária está tendo poucas opções para comercializar os animais com o fechamento de frigoríficos na região, e com uma quantidade muito grande de bovinos”, comentou.

Na opinião do experiente pecuarista a agricultura pode vir a ser uma alternativa viável, tornar a propriedade mais rentável, gerar empregos e abrir caminho para outras culturas como o milho, sorgo e milheto, produtos que poderão ser usados na alimentação dos bovinos que é o principal seguimento da propriedade.

A atividade agrícola poderá, ainda, propiciar a valorização dos imóveis rurais no município de Inocência que ficou com valores de suas terras defasados comparados aos municípios que tem como atividade principal a agricultura, mesmo estando próximo ao Estado de São Paulo, um estado consumidor.

Incentivos

O agronegócio, especialmente a agricultura, necessita de incentivo do poder público (governo municipal e estadual), no tocante a manutenção das estradas rurais, energia de qualidade e internet banda larga, indispensáveis para o bom funcionamento de máquinas e implementos. Com o avanço da produção agrícolas, se faz necessário projetar a construção de silos para a armazenagem da produção, que por certo incentivará outros produtores a investir na produção de grãos no município. “Esperamos do Governo Estadual a pavimentação das rodovias MS 316 e MS 444, necessárias para o escoamento da produção, bem como o desenvolvimento da agricultura em toda nossa região”, pontuou o produtor rural, Alaor Antônio dos Santos .

Terminal de cargas

Para o Presidente do Sindicato Rural, Ivan Leal, o projeto agrícola desenvolvido na Fazenda Pantanal está comprovando a viabilidade da atividade agrícola no município e na região.

A possibilidade da instalação de um terminal (porto seco) no município, inclusive, com área já adquirida pela iniciativa privada, com a utilização da ferrovia que corta o município, irá atender provavelmente as empresas produtoras de celulose já em operação e outras que estão em instalação na região Costa Leste. Será mais uma alternativa para atender os produtores de grãos da região e do município de Inocência, no escoamento da produção.

Salientou a importância da integração lavoura/pecuária para a recuperação de áreas degradadas, valorização da propriedade e aumentar a renda do produtor.

Por fim destacou que o Sindicato Rural de Inocência, entidade representativa dos proprietários rurais, está a disposição para buscar os meios necessários para que a atividade possa ser ampliada e possa propiciar mais oportunidades para o setor rural do município, tendo como referência a Fazenda Pantanal.

Notícias Relacionadas

Portal Costa Leste News

Portal de notícias de Aparecida do Taboado, Selvíria, Paranaíba e Inocência. Saiba tudo sobre o cenário político, econômico, turístico, cultural e policial da região Costa Leste de Mato Grosso do Sul.

Registration Login
Registration Login
A password will be send on your post
Registration Login
Registration
Sobre o site

Política de Privacidade

A Política de Privacidade foi criada para reafirmar o compromisso do Costa Leste News com a segurança e a privacidade dos seus usuários de seus serviços “on-line”.

O “site” do Costa Leste News foi criado e desenvolvido de forma a assegurar que a privacidade “on-line” de seus usuários seja respeitada e os dados e informações pessoais devidamente protegidos, não sendo revelados a terceiros. Em nenhuma circunstância vendemos, alugamos ou trocamos informações pessoais.

O Costa Leste News adverte que nenhum armazenamento ou transmissão de dados na Internet é totalmente seguro, porém exerce todos os esforços para resguardar as informações coletadas dos usuários.

O Costa Leste News se compromete em manter a integridade das informações que nos forem fornecidas.

O Costa Leste News se reserva o direito de alterar sua política de privacidade, no todo ou em parte, mediante comunicação aos seus usuários, através desta página.

Termos de Uso

O material disponibilizado neste site é de caráter exclusivamente informativo e a utilização deste conteúdo é de inteira responsabilidade do usuário.

O Costa Leste News poderá modificar a forma e o conteúdo, bem como suspender ou cancelar, a seu exclusivo critério, a qualquer tempo, quaisquer dos serviços, utilidades, produtos ou aplicações disponibilizadas no site.

As informações disponíveis no site poderão ser atualizadas ou modificadas periodicamente e não devem ser interpretadas como definitivas.

O Costa Leste News empregará com afinco seus melhores esforços no sentido de conservar as informações e conteúdos contidos neste site de forma precisa, atualizada e completa quanto possível.

O Costa Leste News ou seus parceiros não poderão ser responsabilizados por qualquer perda ou dano, direto ou indireto, que decorram de:

O conteúdo, fotografias, marcas, títulos, sons, vídeos, dados, gráficos, tabelas, séries históricas e serviços oferecidos por meio do site são de propriedade do Costa Leste News ou de parceiros, não sendo autorizado sua reprodução, transmissão, exploração, armazenamento ou qualquer tipo de uso. O usuário assume toda e qualquer responsabilidade, de caráter civil e/ou criminal, pela utilização indevida de todo e qualquer material do site.

Em caso de utilização do conteúdo do site com a devida autorização, deverá constar como crédito: Costa Leste News. A inobservância do crédito acarretará na imediata revogação da autorização.

O site e seus serviços estão sujeitos a eventuais problemas de interrupção, falha técnica, ou indisponibilidade de funcionamento temporário.

O Costa Leste News estará isento de qualquer responsabilidade pelos danos e prejuízos de toda natureza que possam decorrer de falta de disponibilidade ou de continuidade do funcionamento do site e dos serviços.

Comentários:

O conteúdo dos comentários publicados no site é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do usuário e/ou visitante cadastrado. O Costa Leste News não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente das opiniões e comentários efetuados por terceiros.

Os comentários publicados, porém, serão pós-moderados e o Costa Leste News poderá, a qualquer tempo e a seu critério, excluir, parcial ou integralmente, qualquer texto que infrinja as normas legais ou as regras deste termo de uso, ou ainda em decorrência de denúncias, sem que isto gere qualquer responsabilidade ao Costa Leste News ou direito ao usuário e/ou visitante cadastrado.

Os comentários não devem conter mensagens publicitárias, material pornográfico, grosseiro, racista ou ofensivo; informações sobre atividades ilegais e incitação ao crime; material calunioso; afirmações injuriosas ou difamatórias.

É proibido publicar qualquer material protegido por direitos autorias, sem a devida autorização do autor ou seu representante.

Se por mais de uma vez forem descumpridas quaisquer das regras expostas ou for verificado o exercício ilegal, o usuário e/ou visitante terá sua permissão de comentários cancelada.

A qualquer tempo e de maneira unilateral, o Costa Leste News poderá cancelar o sistema de comentários sem necessidade de aviso prévio.

Forma de acesso aos comentários:

Para se habilitar a fazer comentários no site do Costa Leste News, o usuário terá de preencher um cadastro fornecendo informações verdadeiras e exatas. Tais dados serão protegidos pelo Costa Leste News.

O cadastro dará ao usuário o direito de usar o espaço destinado a comentário.

O Costa Leste News registra o IP pelo qual o usuário acessou o sistema de comentários, para a eventualidade de precisar identificar o autor de um comentário.