PMI apresenta Plano Municipal de Saneamento Básico FOTO: Luana Chaves
Geral

PMI apresenta Plano Municipal de Saneamento Básico

Natalia Queiroz
21/10/2020
219

Aparecida do Taboado (MS) – Na última sexta-feira (16), o Procedimento de Manifestação de Interesse - PMI apresentou o estudo do Plano Municipal de Saneamento Básico realizado pela empresa Asolo. No dia 2 deste mês, em votação polêmica na Câmara, o Plano Municipal foi aprovado por 5 votos a 4 e o estudo de 62 artigos e 547 páginas norteará as políticas públicas de abastecimento de água e esgotamento sanitário pelos próximos 30 anos.

Durante o PMI, colaboradores da empresa responsável apresentaram o estudo e o diagnóstico da realidade do município em números. O engenheiro civil Luiz Carlos Galli Neto explicou em sua apresentação os dados que foram levantados e as melhorias que deverão ser feitas pela empresa que ficará responsável pelo saneamento básico do município.

O assessor financeiro João Victor Mendes Silva também apresentou uma parte do estudo e trouxe uma informação importante. Segundo ele, atualmente, apenas 17% da população aparecidense tem acesso ao esgoto, mas que a meta é atender 100% até 2030, “na medida em que a concessionária atrasa a universalização do esgoto, ela também atrasa a receita que poderia receber porque atualmente ela recolhe apenas 80% do valor”, explicou. Ele ainda completou dizendo que o investimento é viável para qualquer empresa realizar.

Fabrício Dalla Torre Garcia, assessor jurídico da Asolo, finalizou a apresentação e expôs as especificações do decreto para garantir a qualidade do serviço prestado pela concessionária e destacou que o serviço vai ser fiscalizado anualmente.

Os representantes do grupo SOS Rio Paraná questionaram o lançamento de esgoto no Rio Paraná e o engenheiro Luiz Carlos respondeu dizendo que, de acordo com o estudo realizado pela empresa, o córrego Rondinha - local onde é lançado atualmente o esgoto do município - já não tem mais capacidade de suportar o emissário. “Todas as perícias que foram realizadas até agora concluíram que o córrego Rondinha não tem mais condições de suportar por conta de sua baixa vazão”, reforçou.

Integrante do grupo SOS Rio Paraná, Sirlei Melo fez uso da palavra e entre seus questionamentos, perguntou ao Executivo se a empresa Sanesul tem autorização para atuar no município, já que seu contrato não foi renovado. Ao respondê-la, o secretário de Administração Jari Augusto disse que um decreto será feito para que a Sanesul possa atuar no município até que uma nova concessionária seja licitada.

O vereador José Natan frisou que o Plano Municipal de Saneamento, embora já aprovado, não segue as diretrizes do Marco Legal do Saneamento Básico e um dos apontamentos feitos por ele é que “o tempo máximo de contrato deve ser de 20 anos, não de 35 como consta no projeto”.
Presente na reunião, o presidente da Câmara, vereador Zezão, lembrou que o Legislativo já cobrou posicionamento da Sanesul sobre o emissário localizado no Rio Paraná e pediu para que “não usem o tema para politicagem”.

PMI apresenta Plano Municipal de Saneamento Básico

Por fim, a promotora de justiça Jerusa Araújo Junqueira Quirino pontuou as ações que estão sendo feitas pelo Ministério Público no âmbito do saneamento e garantiu que já existe uma ação civil pública para a mudança de local do emissário. Entre seus apontamentos, ela também questionou o Plano Municipal de Saneamento Básico já aprovado, dizendo que ele não contempla itens básicos como o crescimento do município – e evidente aumento populacional, tendo o classificado como “um tanto quanto problemático”.

 

Notícias Relacionadas

Portal Costa Leste News

Portal de notícias de Aparecida do Taboado, Selvíria, Paranaíba e Inocência. Saiba tudo sobre o cenário político, econômico, turístico, cultural e policial da região Costa Leste de Mato Grosso do Sul.

Registration Login
Registration Login
A password will be send on your post
Registration Login
Registration
Sobre o site

Política de Privacidade

A Política de Privacidade foi criada para reafirmar o compromisso do Costa Leste News com a segurança e a privacidade dos seus usuários de seus serviços “on-line”.

O “site” do Costa Leste News foi criado e desenvolvido de forma a assegurar que a privacidade “on-line” de seus usuários seja respeitada e os dados e informações pessoais devidamente protegidos, não sendo revelados a terceiros. Em nenhuma circunstância vendemos, alugamos ou trocamos informações pessoais.

O Costa Leste News adverte que nenhum armazenamento ou transmissão de dados na Internet é totalmente seguro, porém exerce todos os esforços para resguardar as informações coletadas dos usuários.

O Costa Leste News se compromete em manter a integridade das informações que nos forem fornecidas.

O Costa Leste News se reserva o direito de alterar sua política de privacidade, no todo ou em parte, mediante comunicação aos seus usuários, através desta página.

Termos de Uso

O material disponibilizado neste site é de caráter exclusivamente informativo e a utilização deste conteúdo é de inteira responsabilidade do usuário.

O Costa Leste News poderá modificar a forma e o conteúdo, bem como suspender ou cancelar, a seu exclusivo critério, a qualquer tempo, quaisquer dos serviços, utilidades, produtos ou aplicações disponibilizadas no site.

As informações disponíveis no site poderão ser atualizadas ou modificadas periodicamente e não devem ser interpretadas como definitivas.

O Costa Leste News empregará com afinco seus melhores esforços no sentido de conservar as informações e conteúdos contidos neste site de forma precisa, atualizada e completa quanto possível.

O Costa Leste News ou seus parceiros não poderão ser responsabilizados por qualquer perda ou dano, direto ou indireto, que decorram de:

O conteúdo, fotografias, marcas, títulos, sons, vídeos, dados, gráficos, tabelas, séries históricas e serviços oferecidos por meio do site são de propriedade do Costa Leste News ou de parceiros, não sendo autorizado sua reprodução, transmissão, exploração, armazenamento ou qualquer tipo de uso. O usuário assume toda e qualquer responsabilidade, de caráter civil e/ou criminal, pela utilização indevida de todo e qualquer material do site.

Em caso de utilização do conteúdo do site com a devida autorização, deverá constar como crédito: Costa Leste News. A inobservância do crédito acarretará na imediata revogação da autorização.

O site e seus serviços estão sujeitos a eventuais problemas de interrupção, falha técnica, ou indisponibilidade de funcionamento temporário.

O Costa Leste News estará isento de qualquer responsabilidade pelos danos e prejuízos de toda natureza que possam decorrer de falta de disponibilidade ou de continuidade do funcionamento do site e dos serviços.

Comentários:

O conteúdo dos comentários publicados no site é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do usuário e/ou visitante cadastrado. O Costa Leste News não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente das opiniões e comentários efetuados por terceiros.

Os comentários publicados, porém, serão pós-moderados e o Costa Leste News poderá, a qualquer tempo e a seu critério, excluir, parcial ou integralmente, qualquer texto que infrinja as normas legais ou as regras deste termo de uso, ou ainda em decorrência de denúncias, sem que isto gere qualquer responsabilidade ao Costa Leste News ou direito ao usuário e/ou visitante cadastrado.

Os comentários não devem conter mensagens publicitárias, material pornográfico, grosseiro, racista ou ofensivo; informações sobre atividades ilegais e incitação ao crime; material calunioso; afirmações injuriosas ou difamatórias.

É proibido publicar qualquer material protegido por direitos autorias, sem a devida autorização do autor ou seu representante.

Se por mais de uma vez forem descumpridas quaisquer das regras expostas ou for verificado o exercício ilegal, o usuário e/ou visitante terá sua permissão de comentários cancelada.

A qualquer tempo e de maneira unilateral, o Costa Leste News poderá cancelar o sistema de comentários sem necessidade de aviso prévio.

Forma de acesso aos comentários:

Para se habilitar a fazer comentários no site do Costa Leste News, o usuário terá de preencher um cadastro fornecendo informações verdadeiras e exatas. Tais dados serão protegidos pelo Costa Leste News.

O cadastro dará ao usuário o direito de usar o espaço destinado a comentário.

O Costa Leste News registra o IP pelo qual o usuário acessou o sistema de comentários, para a eventualidade de precisar identificar o autor de um comentário.