O que acontece com quem publica ou compartilha fake news? Advogado Galivaldo Rogério./ Foto: Natália Queiroz
Geral

O que acontece com quem publica ou compartilha fake news?

Natalia Queiroz
16/09/2020
166

Aparecida do Taboado (MS) – Conhecidas pelo termo Fake News, as notícias falsas são produzidas com o objetivo de prejudicar ou beneficiar alguém e estão cada vez mais presentes no cotidiano da população, que muitas vezes não checa a informação antes de compartilhar.

De acordo com dados da Agência Lupa, uma agência especializada em fact-checking, durante o período de 16 de agosto e 7 de outubro de 2018, momento das eleições presidenciais, apenas 4 das 50 imagens mais replicadas sobre o tema pelo Whatsapp eram verdadeiras.

Mesmo não tendo leis específicas para punir quem produz ou compartilha fake news, o Brasil possui instrumentos legais dentro dos códigos civil e penal. Segundo o advogado Galivaldo Rogério Lero de Oliveira, dentro do código penal existem várias maneiras de classificar ‘notícias falsas’, como a calúnia, difamação e a injúria. Cada uma delas possui penalidades diferentes e são julgadas de acordo com a sua gravidade.

“A calúnia é quando alguém espalha fato criminoso sobre a sua pessoa e essa imputação criminosa é falsa; a difamação diz respeito a reputação de alguém; já a injúria é um xingamento e existe também a injúria discriminatória, cuja pena é até aumentada quando está ligada a religião, raça ou sexualidade de alguém”, explica o advogado.

Galivaldo completa sua fala ao dizer quais são os procedimentos que podem ser tomados quando alguém é vítima de notícias falsas, “nesse sentido, você pode ir até à delegacia de Polícia Civil local, registrar um boletim de ocorrência sobre o fato e depois procurar um advogado ou um defensor público. Após ser procurado, ele vai entrar com uma queixa crime para punir aquela pessoa que espalhou a notícia falsa no âmbito criminal e a vítima ainda pode entrar com uma indenização por danos morais”.

A pena para esses tipos de crime varia de acordo com o julgamento do juiz e, se condenado, o cidadão terá que pagar multa cujo valor varia de acordo com a sua capacidade econômica. Já a pena máxima para quem atribui falsamente fato definido como crime é de até dois anos de detenção.

Quando questionado se existe alguma punição específica para quem produz notícias falsas sobre candidatos durante o período de eleição, o advogado disse que também não existe legislação específica e, por isso, é preciso que se tome alguns cuidados.

Entretanto, o operador da lei relembra que já existe um projeto de lei, conhecido como PL das Fake News (2.630/20), que já foi aprovado no Senado. “A partir do momento em que ela estiver aprovada, nós teremos sanções para punir quem contribui para a desinformação e, entre elas, está a multa de até 10% para o culpado de acordo com a sua capacidade econômica”, destacou.

Checagem de notícias
Criadas para checagem de dados e combate à desinformação, as agências de fact-checking são fundamentais para apurar qual o grau de veracidade de determinada notícia. A agência de notícias Lupa, a primeira especializada em checagem de fatos do país, é um ótimo exemplo.

A agência acompanha os noticiários de variadas editorias, como política e economia, com o objetivo de corrigir informações imprecisas e divulgar dados corretos.

As redes sociais também têm adotado medidas para que as notícias falsas não passem despercebidas. O Facebook, atualmente, tem um mecanismo para que os usuários possam denunciar postagens ou páginas consideradas ofensivas ou difamatórias.

Para te auxiliar no reconhecimento de uma fake news, o Costa Leste News separou algumas dicas:

O que acontece com quem publica ou compartilha fake news?

 

Notícias Relacionadas

Portal Costa Leste News

Portal de notícias de Aparecida do Taboado, Selvíria, Paranaíba e Inocência. Saiba tudo sobre o cenário político, econômico, turístico, cultural e policial da região Costa Leste de Mato Grosso do Sul.

Registration Login
Registration Login
A password will be send on your post
Registration Login
Registration
Sobre o site

Política de Privacidade

A Política de Privacidade foi criada para reafirmar o compromisso do Costa Leste News com a segurança e a privacidade dos seus usuários de seus serviços “on-line”.

O “site” do Costa Leste News foi criado e desenvolvido de forma a assegurar que a privacidade “on-line” de seus usuários seja respeitada e os dados e informações pessoais devidamente protegidos, não sendo revelados a terceiros. Em nenhuma circunstância vendemos, alugamos ou trocamos informações pessoais.

O Costa Leste News adverte que nenhum armazenamento ou transmissão de dados na Internet é totalmente seguro, porém exerce todos os esforços para resguardar as informações coletadas dos usuários.

O Costa Leste News se compromete em manter a integridade das informações que nos forem fornecidas.

O Costa Leste News se reserva o direito de alterar sua política de privacidade, no todo ou em parte, mediante comunicação aos seus usuários, através desta página.

Termos de Uso

O material disponibilizado neste site é de caráter exclusivamente informativo e a utilização deste conteúdo é de inteira responsabilidade do usuário.

O Costa Leste News poderá modificar a forma e o conteúdo, bem como suspender ou cancelar, a seu exclusivo critério, a qualquer tempo, quaisquer dos serviços, utilidades, produtos ou aplicações disponibilizadas no site.

As informações disponíveis no site poderão ser atualizadas ou modificadas periodicamente e não devem ser interpretadas como definitivas.

O Costa Leste News empregará com afinco seus melhores esforços no sentido de conservar as informações e conteúdos contidos neste site de forma precisa, atualizada e completa quanto possível.

O Costa Leste News ou seus parceiros não poderão ser responsabilizados por qualquer perda ou dano, direto ou indireto, que decorram de:

O conteúdo, fotografias, marcas, títulos, sons, vídeos, dados, gráficos, tabelas, séries históricas e serviços oferecidos por meio do site são de propriedade do Costa Leste News ou de parceiros, não sendo autorizado sua reprodução, transmissão, exploração, armazenamento ou qualquer tipo de uso. O usuário assume toda e qualquer responsabilidade, de caráter civil e/ou criminal, pela utilização indevida de todo e qualquer material do site.

Em caso de utilização do conteúdo do site com a devida autorização, deverá constar como crédito: Costa Leste News. A inobservância do crédito acarretará na imediata revogação da autorização.

O site e seus serviços estão sujeitos a eventuais problemas de interrupção, falha técnica, ou indisponibilidade de funcionamento temporário.

O Costa Leste News estará isento de qualquer responsabilidade pelos danos e prejuízos de toda natureza que possam decorrer de falta de disponibilidade ou de continuidade do funcionamento do site e dos serviços.

Comentários:

O conteúdo dos comentários publicados no site é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do usuário e/ou visitante cadastrado. O Costa Leste News não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente das opiniões e comentários efetuados por terceiros.

Os comentários publicados, porém, serão pós-moderados e o Costa Leste News poderá, a qualquer tempo e a seu critério, excluir, parcial ou integralmente, qualquer texto que infrinja as normas legais ou as regras deste termo de uso, ou ainda em decorrência de denúncias, sem que isto gere qualquer responsabilidade ao Costa Leste News ou direito ao usuário e/ou visitante cadastrado.

Os comentários não devem conter mensagens publicitárias, material pornográfico, grosseiro, racista ou ofensivo; informações sobre atividades ilegais e incitação ao crime; material calunioso; afirmações injuriosas ou difamatórias.

É proibido publicar qualquer material protegido por direitos autorias, sem a devida autorização do autor ou seu representante.

Se por mais de uma vez forem descumpridas quaisquer das regras expostas ou for verificado o exercício ilegal, o usuário e/ou visitante terá sua permissão de comentários cancelada.

A qualquer tempo e de maneira unilateral, o Costa Leste News poderá cancelar o sistema de comentários sem necessidade de aviso prévio.

Forma de acesso aos comentários:

Para se habilitar a fazer comentários no site do Costa Leste News, o usuário terá de preencher um cadastro fornecendo informações verdadeiras e exatas. Tais dados serão protegidos pelo Costa Leste News.

O cadastro dará ao usuário o direito de usar o espaço destinado a comentário.

O Costa Leste News registra o IP pelo qual o usuário acessou o sistema de comentários, para a eventualidade de precisar identificar o autor de um comentário.