Crônica: Os embaixadores dos reis magos
Cultura

Crônica: Os embaixadores dos reis magos

Marcos Vinicios de Araujo Vieira
30/12/2020
493

Samuel (aquele da Rádio Cultura FM) chegou com a última novidade, entusiasmado:

- Estamos fazendo um programa especial na próxima quinta, véspera de Natal. A rádio vai transmitir ao vivo a Festa de Reis direto do Centro Comunitário do Córrego do Ouro.

E assegurou, categórico:

- Vai ser “top” (quer dizer, “muito bom”).

Contagiado pelo entusiasmo do Samuel, agendei o programa: festa de reis, quinta-feira, 24/12, onze da manhã.
Os dias passaram. No dia e hora marcados, sentei-me em frente a meu computador e assisti, pelo canal da Rádio Cultura FM no Facebook, ao programa especial do Nestor Júnior. E não me decepcionei: uma hora a fio de autêntica cultura popular. Tratei logo de compartilhar o link da apresentação ao vivo com meus parentes e amigos. Mandei-o até mesmo para a tia Dorcila, que agora é evangélica, mas antigamente apreciava a folia de reis.

Fazia um dia ensolarado naquele dia. O cenário escolhido para a apresentação dos nossos heróis trovadores foi, como tem sido há 16 anos, o Centro Comunitário do Córrego do Ouro, lugar que preciso voltar a visitar a próxima vez que estiver de passagem por Aparecida do Taboado.

Deu para notar, pelas imagens que chegavam, que tudo ali foi arranjado com esmero e carinho: a decoração caprichada do presépio, as imagens religiosas nas paredes forradas com cores vivas. Os integrantes da companhia “Embaixadores dos Reis Magos”, quase uma dúzia de homens de idades variadas, perfilaram-se, aprumados todos, instrumentos musicais em mãos e paramentados. Estava lá também, claro, a dupla de palhaços, em representação dos soldados de Herodes. Notava-se a satisfação deles todos, sorridentes e bem dispostos.

E nessa disposição de espírito, a cantoria transcorreu conforme a liturgia secular para celebrar o nascimento da Jesus: foi entoado o canto de entrada, com saudações aos moradores e pedidos de bençãos; em seguida, os versos recitados recordaram a viagem dos reis magos do oriente e reforçaram a tradição de adoração do presépio. O ritual, de várias etapas, só terminou com a proclamação do Evangelho e pareceu, ao fim e ao cabo, satisfazer a todos. Na internet, houve curtição geral. Se estivessem num palco, nossos artistas populares seriam aplaudidos de pé.

Gostei do que vi. Terminada a programação, escrevi ao Samuel:

- Gol de placa da Rádio Cultura. Parabéns! Essa programação veio para ficar.

Aquele bonito espetáculo popular me fez pensar em duas coisas. Primeiro, me lembrei do Tim Maia, que homenageou a Festa de Reis na primeira faixa do seu clássico disco de 1971. Pus então a música para tocar no meu aparelho de som. Sim, vale a pena ouvi-la de novo e sempre: o encanto original dessa música permanece preservado. A canção, uma das melhores do Tim, é uma peça divertida que parodia aquela tradição religiosa secular, “meio esquecida, meio esquisita”, que chegou ao Brasil com os colonizadores portugueses:

Eles chegam tocando
Sanfona e violão
Os pandeiros de fita
Carregam sempre na mão
Eles vão levando
Levando o que pode
Se deixar com eles
Eles levam até os bodes

É os bodes da gente
É os bodes, mééé
É os bodes da gente
É os bodes, mééé

Além da genial canção do Tim, aquela cantoria me fez pensar na força misteriosa dessa tradição. Que milagre a mantém viva por tanto tempo?

Minha suspeita é que, no Brasil, a Festa de Reis (assim como tantas outras festas populares) só não caiu no abismo do esquecimento público por obra e graça do empenho heroico de uma legião de devotos que não mede esforços para manter de pé uma tradição transmitida como que por milagre de geração em geração. Pelo menos, parece ser o caso em Aparecida do Taboado.

Em Portugal, de onde veio, a Festa dos Reis continua bastante popular, de norte a sul do país. Entre o Natal (25 de dezembro) e a epifania (6 de janeiro), os portugueses celebram a festa religiosa com cantorias e, claro, com a degustação do legendário “bolo-rei”, que pretende simbolizar as prendas com as quais os reis magos renderam homenagens ao nascimento de Jesus.

No interior do Brasil, a festa de reis resiste bravamente contra as intempéries do tempo e do preconceito religioso. Em Aparecida do Taboado, ela já é uma velha senhora respeitável de um século, mais antiga que a própria cidade, como bem explicou o senhor Anaim Alves de Souza, com a autoridade de quem se engaja nessa festa desde 1963.
Neste ano de 2020, que se encerra debaixo de tristeza geral, nem mesmo a pandemia conseguiu interromper a cantoria do senhor Anaim e seus companheiros (que se reinventaram para respeitar as medidas de distanciamento social nem sempre respeitadas pelos outros), pelo que a companhia “Embaixadores dos Reis Magos” e seus colaboradores merecem nosso penhorado agradecimento.

Crônica: Os embaixadores dos reis magos

 Marcos Vinicios de Araujo Vieira, diplomata de carreira, é aparecidence.

Notícias Relacionadas

Portal Costa Leste News

Portal de notícias de Aparecida do Taboado, Selvíria, Paranaíba e Inocência. Saiba tudo sobre o cenário político, econômico, turístico, cultural e policial da região Costa Leste de Mato Grosso do Sul.

Registration Login
Registration Login
A password will be send on your post
Registration Login
Registration
Sobre o site

Política de Privacidade

A Política de Privacidade foi criada para reafirmar o compromisso do Costa Leste News com a segurança e a privacidade dos seus usuários de seus serviços “on-line”.

O “site” do Costa Leste News foi criado e desenvolvido de forma a assegurar que a privacidade “on-line” de seus usuários seja respeitada e os dados e informações pessoais devidamente protegidos, não sendo revelados a terceiros. Em nenhuma circunstância vendemos, alugamos ou trocamos informações pessoais.

O Costa Leste News adverte que nenhum armazenamento ou transmissão de dados na Internet é totalmente seguro, porém exerce todos os esforços para resguardar as informações coletadas dos usuários.

O Costa Leste News se compromete em manter a integridade das informações que nos forem fornecidas.

O Costa Leste News se reserva o direito de alterar sua política de privacidade, no todo ou em parte, mediante comunicação aos seus usuários, através desta página.

Termos de Uso

O material disponibilizado neste site é de caráter exclusivamente informativo e a utilização deste conteúdo é de inteira responsabilidade do usuário.

O Costa Leste News poderá modificar a forma e o conteúdo, bem como suspender ou cancelar, a seu exclusivo critério, a qualquer tempo, quaisquer dos serviços, utilidades, produtos ou aplicações disponibilizadas no site.

As informações disponíveis no site poderão ser atualizadas ou modificadas periodicamente e não devem ser interpretadas como definitivas.

O Costa Leste News empregará com afinco seus melhores esforços no sentido de conservar as informações e conteúdos contidos neste site de forma precisa, atualizada e completa quanto possível.

O Costa Leste News ou seus parceiros não poderão ser responsabilizados por qualquer perda ou dano, direto ou indireto, que decorram de:

O conteúdo, fotografias, marcas, títulos, sons, vídeos, dados, gráficos, tabelas, séries históricas e serviços oferecidos por meio do site são de propriedade do Costa Leste News ou de parceiros, não sendo autorizado sua reprodução, transmissão, exploração, armazenamento ou qualquer tipo de uso. O usuário assume toda e qualquer responsabilidade, de caráter civil e/ou criminal, pela utilização indevida de todo e qualquer material do site.

Em caso de utilização do conteúdo do site com a devida autorização, deverá constar como crédito: Costa Leste News. A inobservância do crédito acarretará na imediata revogação da autorização.

O site e seus serviços estão sujeitos a eventuais problemas de interrupção, falha técnica, ou indisponibilidade de funcionamento temporário.

O Costa Leste News estará isento de qualquer responsabilidade pelos danos e prejuízos de toda natureza que possam decorrer de falta de disponibilidade ou de continuidade do funcionamento do site e dos serviços.

Comentários:

O conteúdo dos comentários publicados no site é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do usuário e/ou visitante cadastrado. O Costa Leste News não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente das opiniões e comentários efetuados por terceiros.

Os comentários publicados, porém, serão pós-moderados e o Costa Leste News poderá, a qualquer tempo e a seu critério, excluir, parcial ou integralmente, qualquer texto que infrinja as normas legais ou as regras deste termo de uso, ou ainda em decorrência de denúncias, sem que isto gere qualquer responsabilidade ao Costa Leste News ou direito ao usuário e/ou visitante cadastrado.

Os comentários não devem conter mensagens publicitárias, material pornográfico, grosseiro, racista ou ofensivo; informações sobre atividades ilegais e incitação ao crime; material calunioso; afirmações injuriosas ou difamatórias.

É proibido publicar qualquer material protegido por direitos autorias, sem a devida autorização do autor ou seu representante.

Se por mais de uma vez forem descumpridas quaisquer das regras expostas ou for verificado o exercício ilegal, o usuário e/ou visitante terá sua permissão de comentários cancelada.

A qualquer tempo e de maneira unilateral, o Costa Leste News poderá cancelar o sistema de comentários sem necessidade de aviso prévio.

Forma de acesso aos comentários:

Para se habilitar a fazer comentários no site do Costa Leste News, o usuário terá de preencher um cadastro fornecendo informações verdadeiras e exatas. Tais dados serão protegidos pelo Costa Leste News.

O cadastro dará ao usuário o direito de usar o espaço destinado a comentário.

O Costa Leste News registra o IP pelo qual o usuário acessou o sistema de comentários, para a eventualidade de precisar identificar o autor de um comentário.